TUDO SOBRE O ÓPIO, PERIGOS E EFEITOS.

A papoula do ópio é a planta da qual o ópio é extraído, uma das drogas mais potentes, viciantes e difundidas de todo o planeta. A planta em si é uma espécie herbácea pertencente à família Papaveraceae e nativa do sul e leste do Mediterrâneo.

A droga é extraída da seiva exsudada através de incisões nas cápsulas da fruta semi-madura. Desta seiva seca, o ópio e seus derivados mais conhecidos, como a heroína, são fabricados. Isto é graças ao seu alto teor de alcalóides, como morfina, narcótico e analgésico contendo papoula, papaverina ou codeína.

Extração de seiva

Extração de seiva

Fisionomia da planta

A papoula é uma planta herbácea anual que mede entre 15 cm e 1,5 m. Suas folhas, que podem medir de 2 a 30 cm por 0,5 a 20 cm, são oblongo-ovadas, lobadas e, em menor escala, pinnatisecta. Além disso, as folhas inferiores têm um pecíolo curto, enquanto as superiores estão sentadas e abraçando as folhas.

Por outro lado, a flor da papoula do ópio é pedunculada, com um tamanho muito variado e um mamilo e broto ereto durante a fase de floração. O cálice é de 2 ou 3 sépalas caducas, as pétalas são quatro, suborbiculares e as cores são muito variadas. Você pode encontrar papoulas de uma ampla gama de cores, de branco a rosa ou violeta.

Quanto ao fruto, o tamanho muda muito dependendo da planta, do clima e do modo de cultivo. A aparência é como uma bola verde (cápsula subglobosa) adornada com pequenas folhas no topo.

Em relação às sementes, elas são liberadas através de alguns poros infra-locais. Seu tamanho é muito pequeno, apenas alguns centímetros, a cor é preta e seu alvéolo de treliça.

Origem geográfica

Acredita-se que a papoula do ópio é nativa do sul e leste da Europa, embora atualmente seja cultivada em todo o planeta. Na verdade, a dormidera cresce selvagem e é cultivada em cinco continentes, com cultivos na Europa, América, África, Ásia e Oceania.

Localização do cultivo de papoula

Localização do cultivo de papoula

História

As origens do uso humano do ópio remontam, pelo menos, a 6.000 anos antes de Cristo. De fato, há evidências do cultivo humano de ópio durante a Idade da Pedra, aproximadamente a 5.700 aC. A evidência é da vizinhança dos rios Reno, Rhone, Danúbio e Po, até o Lago Bracciano na Itália e na Alemanha. Também na Espanha tem sido evidência do consumo humano de ópio já em 4200 a.C., especificamente em Granada. Todos esses sinais são uma manifestação da estreita relação entre as origens do ser humano e o consumo do ópio.

Obtenção de ópio

Obtenção de ópio da seiva da papoula ou papoula de ópio é um processo muito simples. Basicamente, esperamos que a flor amadureça e, com a ajuda de uma faca, algumas incisões são feitas no fruto. A partir dessas incisões, a seiva começa a escorrer, que é coletada e armazenada para posterior secagem. Uma vez seca, esta seiva branca adquire um tom preto e se torna o que conhecemos como ópio. Mencionamos que o ópio pode ser obtido tanto da seiva como da cápsula poricida semi-madura.

Colheita

Colheita

Utilitários

O ópio tem um alto teor alcalóide, o que se traduz em um forte efeito no corpo humano. Ilegalmente é usado para a produção de heroína, uma das drogas mais devastadoras da história da humanidade. Provavelmente, a droga que levou mais vidas humanas à frente devido ao seu poderoso efeito, o vício incontrolável que ela gera e suas consequências devastadoras no corpo humano.

Por outro lado, existe um aspecto legal no uso da papoula do ópio: a produção de medicamentos e remédios pela indústria farmacêutica. Nesse contexto, a papoula do ópio produz substâncias como a morfina e a codeína, dois dos analgésicos mais utilizados no campo da saúde.

As sementes também são usadas para receitas culinárias por causa de suas propriedades antioxidantes. Estas propriedades são devido ao seu alto teor de vitamina B, lipídios, carboidratos e proteínas. Na verdade, a semente de papoula é usada em uma ampla variedade de receitas, como makowiec polonês ou ração para pássaros.

Por outro lado, o óleo de papoula é usado na indústria de sabão, na produção de combustível ou em tinta como óleo de secagem. Todos esses utilitários são completamente saudáveis ​​e não têm nada a ver com os efeitos causados ​​pelo consumo de ópio.

Proibição (ópio legal e ilegal)

Devido aos fortes e devastadores efeitos do ópio e seus derivados, em 1912 foi realizada a Convenção Internacional do Ópio, o primeiro tratado internacional contra as drogas. Esta convenção significou a proibição do ópio e a perseguição tanto da droga como de qualquer pessoa que fabrica, importa, exporta, vende ou distribui a referida substância; com exceção das empresas farmacêuticas que têm permissão do governo.

Atualmente, os principais produtores de ópio ilegal são o Afeganistão e a Birmânia, países que geram aproximadamente 90% da produção mundial. Os outros 10% pertencem a países da América do Sul, como Colômbia ou México.

Quanto à produção de ópio legal, apenas 18 países têm permissão para cultivá-lo hoje em dia. Os principais produtores são a Austrália, a Espanha e a Inglaterra, nessa ordem. Outros países que, em menor medida, produzem a papoula para o ópio legal são: França, Hungria, Índia, Turquia, Eslováquia, Japão, Alemanha, Áustria, China, Macedônia, Nova Zelândia, Ucrânia, Holanda, Romênia e Polônia.

Perigo do ópio

Perigo do ópio

Perigos e curiosidades

Já falamos ao longo do artigo sobre os efeitos devastadores do consumo de ópio ou derivados no corpo humano, não tendo nada a ver com os efeitos da maconha. A sociedade tende a ver essa droga como uma droga do passado, mas nada está mais longe da realidade. Atualmente, o consumo de opiáceos, principalmente heroína, disparou por todo o planeta, especialmente em países desenvolvidos da União Européia e dos Estados Unidos.

Alguns dados da chamada epidemia americana: o número de mortes causadas por overdoses de opiáceos nos EE.UU em 2016 equivale a 42.249 mortos. Um número devastador que representa 66% das mortes por overdoses. E o que é mais preocupante, o número aumenta exponencialmente ano após ano em um ritmo vertiginoso. De 2015 a 2016, o número aumentou 27,9%. Atualmente, de acordo com o New York Times, há uma estimativa de 59.000 a 65.000 mortes por overdose de opiáceos, mais do que os 58.220 soldados mortos durante a Guerra do Vietnã. A figura é escandalosa, especialmente se dissermos que isso significa cerca de 142 mortes por dia, ou o que é o mesmo, um 11-S a cada três semanas.

Tudo isso é ainda mais surpreendente se levarmos em conta que o máximo responsável por esses números, pelo menos nos EE.UU, é o governo federal dos Estados Unidos e seus pactos com a indústria farmacêutica. A explicação é realmente simples: a Indústria Farmacêutica tem prescrito indiscriminadamente os opiáceos americanos durante as últimas décadas. Este fato resultou em muitos pacientes que depois de anos ingerindo opiáceos são completamente viciados e uma vez que a droga é removida, eles precisam acabar com o “mono” com opiáceos da rua, muito mais poderosos.

Na Espanha

Outra curiosidade é o aumento do consumo de heroína na Espanha, onde narcofones começam a aparecer em cidades como Madri, Barcelona ou Valência. Embora os dados oficiais do governo indiquem que o consumo é mantido, na prática, observa-se um aumento, o que deixa as estatísticas publicadas pelo governo e, em particular, pelo Ministério da Saúde em um lugar ruim. Um fato a ser observado é que hoje os viciados não injetam heroína, mas principalmente fumam.

Houve também vários casos na Espanha de mortes de pessoas que se esgueiram nos campos de papoulas de empresas farmacêuticas para roubar frutos de papoula e morrer de intoxicação. Então, da Gea Seeds, recomendamos que você não brinque com o tema.

Esta foi uma revisão abrangente de tudo relacionado à papoula do ópio e seus derivados. Se você tiver outras dúvidas, não hesite em entrar em contato com nosso serviço de e-mail, nosso serviço de telefone ou deixe seu comentário em nosso BLOG.

1 Comment

  1. Avatar for Alfredo da Silva

    Já não faz sentido considerarem as drogas como ilegais!
    Hoje em dia, só consome drogas quem quiser, não ha falta de informação como há 30 anos atrás e os(Sidviciouse & Nancie`s) pertencem ao passado…
    Nunca quis experiementar opiácios na minha juventude, por ver o mal que causam ás pessoas e ter na familia um exemplo muito mais velho que eu.
    Por isso só é drogado quem quer, eu podia ser bebado que é legal e não o sou!

    Reply

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

EQT S.L.U. actúa como se responsable de los datos que se recabaran en el presente blog. La finalidad es mostrar su comentario en el post, cuya base jurídica es su consentimiento expreso del articulo 6.1.a. RGPD. Se pueden ejercer en cualquier momento los derechos de acceso, supresión, limitación, portabilidad de datos u oposición dirigiéndose a la dirección postal: al correo electrónico: info@geaseeds.com. Con el checkbox Das tu consentimiento para el recabado de los datos volcados aquí, admitiendo que los mismos son verídicos, exactos y fiables, aceptando haber leído la política de privacidad.