PÃO DE COGUMELOS – TUDO SOBRE FUNGOS ALUCINOGÊNICOS

O pão de cogumelos é constituído por um substrato de centeio a partir do qual os cogumelos brotam, uma vez que, anteriormente, o micélio do fungo foi injectado. O cultivo de cogumelos é muito fácil, pois você só precisa colocar o substrato de centeio em um Tupperware e em um local escuro e muito úmido. De lá, você só precisa se preocupar em manter a umidade e os cogumelos crescerão sozinhos. Além disso, quando cortamos o primeiro lote de cogumelos, eles crescerão novamente. Você pode até coletar uma terceira rodada, embora, desta vez, elas sejam menores e menos abundantes.

pao cogumelos

pao cogumelos

Cogumelos alucinógenos ou cogumelos psilocibinos

Os cogumelos alucinógenos ou cogumelos psilocibinos que crescem nesses pães contêm substâncias que lhes conferem fortes efeitos psicoativos. Estes efeitos fizeram com que os cogumelos alucinógenos alcançassem fama mundial até o momento.

Já no passado, eles eram conhecidos e usados ​​por um grande número de civilizações em todo o planeta, desde os planaltos da península escandinava (Vikings) até as profundezas da floresta tropical da bacia amazônica ou das regiões montanhosas da Sierra Madr, do sul do México (povos pré-colombianos). Essas civilizações usaram cogumelos em rituais religiosos para se aproximarem de seus deuses através de mudanças na percepção sensorial e alucinações causadas pela sua ingestão. As culturas indo-iranianas também usavam cogumelos alucinógenos, assim como os gregos ou as tribos nômades da Sibéria.

Por outro lado, o mundo ocidental praticamente esqueceu o consumo de cogumelos alucinógenos até 1930, quando Robert Weitlaner, um antropólogo, descobriu os rituais otomi nos quais os cogumelos eram usados. Em 1950, o micologista R. Gordon Wasson descobriu rituais com cogumelos no México e conseguiu ressuscitar o interesse da comunidade científica, o que levou Albert Hoffman a isolar a psicolobina (o principal composto alucinógeno dos fungos). Estes estudos descobriram os cogumelos alucinógenos no mundo ocidental e o movimento cultural anti-hippie dos anos 70 e 80 foi encarregado de expandir sua fama em todo o planeta. De fato, embora os cogumelos estejam atualmente banidos em praticamente todos os países, seu consumo e marketing se espalharam e cada vez mais pessoas estão consumindo esses cogumelos “mágicos”.

Que variedades de cogumelos alucinógenos existem?

Fazer um resumo das variedades de cogumelos alucinógenos existentes é uma tarefa muito complicada, uma vez que são conhecidas mais de 200 variedades divididas em mais de 14 gêneros. Dentro desses gêneros, devemos destacar o gênero Psilocybe, ao qual pertencem a maioria das variedades de fungos psicotrópicos.

Em relação às espécies, as mais comuns são: Psilocybe cubensis, Panaeolus cyanescens, Psilocybe mexicana, Panaeolus cinctulus, Psilocybe azurescens, Psilocibo semilanceata, Psilocibo cyanescens, Gymnopilus junonius, Psilocibo allenii, Gymnopilus luteofolius, entre outros.

Onde eles estão localizados?

Por outro lado, se nos referirmos a localizações geográficas, cogumelos com propriedades psicoativas crescem em todo o planeta, de prados, montanhas, bancos ou florestas. Portanto, não é de surpreender que existam cogumelos alucinógenos na América, Europa, África, Ásia e Oceania.

Cogumelos de localização

Cogumelos de localização

– Na América do Norte: México, Estados Unidos e Canadá. Nos EUA Existem cogumelos em Oregon, São Francisco, Alabama, Atlanta, Geórgia, Washington, Pensilvânia, Ohio, Virgínia Ocidental e, principalmente, no noroeste e no sul do país. No Canadá, há cogumelos na Colúmbia Britânica.

– Na América do Sul e na América Central existem cogumelos alucinógenos na Colômbia, Brasil, Venezuela, Chile, Cuba, Guatemala, Honduras, Argentina, El Salvador, Equador e Bolívia.

– Na Europa, cogumelos psicoativos são encontrados na Áustria, Bélgica, Bulgária, República Tcheca, Reino Unido, Alemanha, Holanda, Itália, Irlanda, Sérvia, Suíça, Dinamarca, Escandinávia, Finlândia, França, Escócia, Eslováquia, Sibéria, Grécia, República Checa, Bósnia, Hungria, Kosovo, Roménia, Eslováquia, Eslovénia e Espanha.

Na África cogumelos crescem principalmente na África do Sul.

Na Ásia, as principais espécies são encontradas no Camboja, Malásia, Myanmar, Tailândia, Índia, Filipinas, Nepal, Vietnã

– Na Oceania: sul da Austrália e ilhas.

*No caso da Espanha, existem três espécies conhecidas de cogumelos alucinógenos: Psilocybe semilanceata (principalmente no País Basco e Península Norte), Psilocybe hispánica (da região dos Pirinéus) e Psilocybe galicae (espécies descoberta em Espanha e exclusivamente endémica da Galiza).

Por que eles são alucinógenos?

As substâncias que dão seus efeitos característicos aos fungos psicotrópicos são psilocina e psilocibina, ambos compostos com uma estrutura química muito semelhante à serotonina.

Estes alcalóides bloqueiam os efeitos da serotonina e as suas propriedades e consequências no corpo humano são muito semelhantes às do LSD. A diferença é que os cogumelos são completamente naturais, ao contrário do LSD, que é um composto químico 100% sintético. Além disso, a duração dos efeitos de ambas as drogas é diferente, uma vez que, enquanto o efeito do LSD dura entre 8 e 12 horas, os efeitos dos fungos duram entre 4 e 6 horas.

Os efeitos

O consumo de cogumelos no corpo humano pode produzir efeitos muito variados dependendo do consumidor, o tipo de cogumelos, a qualidade destes, a quantidade consumida, a situação, o ambiente e a tolerância e situação pessoal do mesmo consumidor.

Efeitos alucinógenos dos cogumelos

Efeitos alucinógenos dos cogumelos

Em geral, os cogumelos causam estados alterados de consciência que podem variar da perda de percepção ou equilíbrio temporal, bem como distúrbios sensíveis à visão, audição, tato, olfato ou paladar, levando a visões e sensações desconhecidas até o consumo. Outras características dos cogumelos “chapados” são a sensação de bem-estar, o riso incontrolável, o choro, o formigueiro e um relaxamento profundo.

Agora, todas essas sensações podem ser agradáveis ​​ou desagradáveis, dependendo dos fatores mencionados anteriormente. Além disso, devemos levar em conta que o consumo de cogumelos é um envenenamento controlado do nosso corpo, por isso, se você gastar com a dose, a experiência pode não ser positiva.

Como controlar a dose?

Ao contrário dos efeitos da maconha, os cogumelos devem ser digeridos e assimilados pelo sistema digestivo antes de começar a causar efeitos, por isso é melhor esperar meia hora ou uma hora antes de decidir consumir mais. Após esse tempo, podemos estar cientes dos efeitos que estão nos causando e podemos decidir se aumentamos a dose ou não. É preciso ter isso em mente porque, à medida que demoram a subir, as pessoas acreditam que a dose não foi suficiente, a quantidade consumida aumenta e, quando os efeitos chegam, é tarde demais para recuar.

Esta tem sido uma abordagem ao mundo dos cogumelos alucinógenos. Os principais fatores que podem interessar a um consumidor futuro foram analisados ​​e esperamos que não haja dúvidas relevantes sobre isso. Caso contrário, você pode nos contatar através dos comentários do BLOG.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

EQT S.L.U. actúa como se responsable de los datos que se recabaran en el presente blog. La finalidad es mostrar su comentario en el post, cuya base jurídica es su consentimiento expreso del articulo 6.1.a. RGPD. Se pueden ejercer en cualquier momento los derechos de acceso, supresión, limitación, portabilidad de datos u oposición dirigiéndose a la dirección postal: al correo electrónico: info@geaseeds.com. Con el checkbox Das tu consentimiento para el recabado de los datos volcados aquí, admitiendo que los mismos son verídicos, exactos y fiables, aceptando haber leído la política de privacidad.